Aparelhos Auditivos BH, Aparelhos Auditivos em BH, Aparelhos Auditivos em Belo Horizonte, Aparelhos Auditivos Baratos, Aparelhos Auditivos Promoção

Aparelhos Auditivos BH, Aparelhos Auditivos em BH, Aparelhos Auditivos em Belo Horizonte, Aparelhos Auditivos Baratos, Aparelhos Auditivos Promoção

Aparelhos Auditivos BH, Aparelhos Auditivos em BH, Aparelhos Auditivos em Belo Horizonte, Aparelhos Auditivos Baratos, Aparelhos Auditivos Promoção

Aparelhos Auditivos BH, Aparelhos Auditivos em BH, Aparelhos Auditivos em Belo Horizonte, Aparelhos Auditivos Baratos, Aparelhos Auditivos Promoção

Aparelhos Auditivos BH, Aparelhos Auditivos em BH, Aparelhos Auditivos em Belo Horizonte, Aparelhos Auditivos Baratos, Aparelhos Auditivos Promoção
Aparelhos Auditivos BH, Aparelhos Auditivos em BH, Aparelhos Auditivos em Belo Horizonte, Aparelhos Auditivos Baratos, Aparelhos Auditivos Promoção
Aparelhos Auditivos BH, Aparelhos Auditivos em BH, Aparelhos Auditivos em Belo Horizonte, Aparelhos Auditivos Baratos, Aparelhos Auditivos Promoção Aparelhos Auditivos BH, Aparelhos Auditivos em BH, Aparelhos Auditivos em Belo Horizonte, Aparelhos Auditivos Baratos, Aparelhos Auditivos Promoção >

Blog

Labirintite, saiba o que é?

Publicado dia 29/01/2018 arquivado na categoria Blog
Gostou? Então compartilhe!

 O que é labirintite?

 A labirintite é uma doença do ouvido que vem afetando muitos brasileiros. Ela abala o labirinto, região da orelha interna ligada à audição, noção de equilíbrio e percepção de posição do corpo. Por isso, é responsável pela sensação de vertigem. Saiba mais sobre o que é essa doença, suas causas e sintomas. 

Ainda não se tem clareza sobre as causas da labirintite, mas sabe-se que alguns dos motivos estão relacionados às infecções e inflamações como otite média e resfriados. Além desses, existem fatores que também podem contribuir para o desenvolvimento da doença como, alterações genéticas, alergias e uso de medicamentos que prejudiquem a saúde do ouvido.

 A labirintite é caracterizada por uma inflamação e irritação na área do ouvido interno, fazendo com que os nervos do vestíbulo enviem sinais incorretos ao cérebro que simulam um movimento do corpo. Entretanto, a visão não detecta este movimento o que gera uma confusão nos sinais recebidos pelo cérebro acarretando na perda da noção de equilíbrio.

 Existem três tipos de labirintite: viral, bacteriana e emocional.

 1) Labirintite viral

 É a mais frequente e acontece devido à infecções no peito, nariz, boca e vias respiratórias que se distribuem para o ouvido interno.

 2) Bacteriana

 Não ocorre com a mesma frequência que a viral, pode entrar no labirinto apenas se a camada de tecido que separa o ouvido médio do interno estiver danificada. Isso pode ocorrer se houver uma infecção no ouvido médio ou em casos de meningite.

3)Emocional

 Motivada pela depressão ou ansiedade. Uma de suas características é a sensação de pressão ou zumbido nos ouvidos, o que gera falta de equilíbrio e tonturas.  Em casos de estresse excessivo, esses sintomas são mais intensos.

Sintomas

Um dos sintomas principais da labirintite é a vertigem, mas muitas vezes ela pode apresentar outros sinais como: surdose, perda de audição, desequilíbrio, tontura, náuseas, vomito, zumbidos no ouvido, alterações gastrointestinais, queda de cabelo e audição diminuída. Quando procedente de uma gripe ou resfriado, os sintomas levam uma ou duas semanas para se manifestarem. Na fase mais grave da doença as crises ocorrem de repente podendo durar dias.

Tratamento

Existem tratamentos que podem aliviar essa doença, incluindo o tratamento dos sintomas, da causa e realização da reabilitação do labirinto.

 

  • No tratamento dos sintomas existem medicamentos que ajudam a eliminar a tontura e o zumbido, incluindo o repouso do paciente.

 

  • Para tratar a causa, realiza-se a investigação do que motivou a doença. Nos casos relacionados ao emocional o tratamento poderá ser feito com o acompanhamento de um psicólogo.

 

  • A reabilitação do labirinto é um tratamento fisioterápico que ajuda a eliminar a tontura.

 

Leia também: 8 CURIOSIDADES SOBRE A SUA ORELHA

Gostou? Então compartilhe!
Fale conosco